Falando de Pesca »

44 – Falando de Robalo – III – {256} – Parte 01

19 de novembro de 2018 – 21:09 | 440 views

44– PEIXES – 48- Peixe
44.48.65. S – PESCANDO  ROBALO – III {parte -01}
Peixe de água salgada e de escamas. Das seis espécies encontradas no Oceano Atlântico, quatro são encontradas no litoral brasileiro, (…)
Das espécies que (…)

Leia a história completa »
Blog
Além da Pesca
iniciantes
Notícias de Pesca
Peixes

Blog »

19- Falando da Menor Praia do Mundo [B.10]

13 de abril de 2019 – 17:57 | 131 views

59-ALEM DA PESCA – 19 – CURIOSIDADES

B.59.19GULPIYURI A MENOR PRAIA DO MUNDO

Menor praia do mundo não tem acesso direto ao mar, (…) 

Localizada na Espanha, a praia possui 40 metros de comprimento e não possui uma ligação direta com o oceano. A água salgada chega através de túneis subterrâneos.

Toda praia de água salgada precisa ter um mar? Na Espanha, mais exatamente na região das Astúrias, não é bem assim. Uma curiosa praia local ganhou fama mundial por sua peculiar condição. Com apenas 40 metros de extensão e ondas que surgem sem explicação, Gulpiyuri atrai turistas do mundo inteiro interessado em conhecerem uma praia que mais parece uma lagoa de água salgada.

      O trecho de areia é considerado a menor praia do mundo pelo “Guinness Book”.

      Gulpiyuri é uma pequena praia de mar porem situada terra adentro, entre verdes prados agrícolas. Em uma costa íngreme de rocha calcária, o mar foi criando uma caverna no interior e o fundo da caverna desabou (um fenômeno conhecido como dolina), deixando um pequeno oco circular de uns cinquenta metros de diâmetro, a cem metros da costa do Mar Cantábrico. Este afundamento segue conectado com a costa a água de mar, notando-se também, as marés e proporcionado uma praia de areia fina.

O segredo de Gulpiyuri, que nasce atrás de grandes rochedos distantes mais de cem metros do oceano, são túneis subterrâneos que transportam a água do mar para dentro do continente, criando uma praia no meio do nada. Com águas translúcidas e uma profundidade de aproximadamente 90 centímetros.

Gulpiyuri ainda recebe a visita diária de dezenas de pequenos peixes coloridos que atravessam os canais subterrâneos rumo ao paraíso. 

Infelizmente, tudo que é bom não acontece sempre. Como a água salgada invade os túneis somente quando a maré sobe, em alguns momentos do dia, durante a maré baixa, a praia seca.

Durante a maior parte do dia a água está no nível da praia e garante uma experiência única aos sortudos turistas. Outro fenômeno que chama a atenção em Gulpiyuri são as ondas que ´surgem do nada´, mas que na realidade chegam a praia pelos túneis subterrâneos. 

O curioso formato da praia é a consequência da erosão causada pela água e pelos fortes ventos da costa espanhola.

O único acesso para se chegar à praia, tem que ser feito a pé entre as plantações e entre estes povoados.

Há milhares de anos, a área que forma Gulpiyuri era uma enorme caverna que só era acessada através dos túneis submarinos. Com o tempo, as rochas foram se desgastando até surgir a praia.

Se hoje, Gulpiyuri está no Guinness Book e é mundialmente conhecida pela sua rara beleza, no passado ela era apenas um problema para os agricultores locais que não podiam usar a área para plantação.

Somente no começo do século XIX que a praia ganhou fama mundial como um destino turístico e após a região das Astúrias entrar na lista de desejos dos visitantes europeus.

Localizando Gulpiyuri – Astúrias

Província do Norte de Espanha e um principado sob o patrocínio do herdeiro do trono espanhol, integrados na Comunidade Autônoma das Astúrias com a capital na cidade de Oviedo. Faz fronteira com as províncias – Cantábria a este, Leon a sul, Lugo a oeste, e a norte é banhada pelo mar Cantábrico (oceano Atlântico). Tem uma superfície de 10 604 km2.

A noroeste, junto ao mar Cantábrico, na vertente norte da cordilheira Cantábrica, apresenta uma costa muito escarpada e recortada, formando praias, rios e cabos. Uma das áreas mais elevadas desta região corresponde aos Picos da Europa, que atingem os 2400 metros de altitude, e onde existe um parque natural.

É nesta região que se encontram as cidades de Ribadesella e Llanes, entre as quais se encontra o fenômeno interessantíssimo do mar que passa por meio de uma caverna e cria a bela e única praia de Gulpiyuri.

Fonte 

.S. michelechristine 

.S. guiaviajarmelhor 

.Wikipedia 

.Falando de PescaEdit. Abr./19 

[B.10] 

Pra pensar“ Só Existem dois dias no ano que nada pode ser feito. – Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.” – Dalai Lama

 

09- Falando de Nascentes de Água – [B.09]

9 de abril de 2019 – 18:08 | 82 views

59. ALEM DA PESCA – 09 –Meio Ambiente
B.59.09.09. B–PAPEL AMBIENTAL DAS  NASCENTES
Nascentes são manifestações superficiais de lençóis subterrâneos, que dão origem a cursos d’água (…),
Poderíamos dizer também que nascente é onde o rio nasce. A (…)

c- Falando de Moqueca Cabixaba {C.005}

1 de abril de 2019 – 18:59 | 93 views

C. Culinária
C-005-MOQUECA CABIXABA
Ingredientes

 :1 kg de peixe em postas de 3 a 5 cm – (badejo, cação, robalo, dourado, namorado ou xerne)
:2 colheres de sopa de coentro picado
:3 colheres de cebolinha verde picada
:3 colheres de salsa (…)

c- Falando de Merluza {C.001}

1 de abril de 2019 – 17:44 | 99 views

Falando de Culinária C. Culinária    
C. 001 – ISCA DE MERLUZA COM MOLHO TARTARO 
Ingredientes
: 1 xícara (chá) de maionese
: 1/2 xícara (chá) de picles picado
: 1 colher (sopa) de mostarda
: 1 colher (sopa) de molho inglês
: (…)

48 – Falando da Anchova {257}

15 de janeiro de 2019 – 19:14 | 168 views

48- Peixe – 47 Pesca
48.47.42. S-PESCANDO  ANCHOVA
A anchova pode ser entendida como um peixe imponente e acima de tudo muito voraz, tendo a fama de predar mais que seu próprio peso em único dia, (…)

44 – Falando de Robalo – III- {256} – Parte 02

19 de novembro de 2018 – 21:12 | 172 views

 44– PEIXES – 48- Peixe
 44.48.66. S – PESCANDO ROBALO -III – {Parte -02} 
Obs. Este texto é complemento da ref.: 44- Falando de Robalo III- {256} Parte I
Pescando com Boia – “Este titulo inicia a parte -02- (…)

48- Falando do Peixe Agulha { 254 }

18 de janeiro de 2018 – 22:05 | 401 views

48- Peixe – 47 Pesca
48.47.41. S- PEIXE AGULHA  – ORA ISCA ORA ALIMENTO
Uma enorme parcela dos peixes esportivos marinho come peixes menores. E ainda que esses tais pequenos peixes, não sejam, necessariamente, pescados como os “grandões, (…)

48-Falando do Bijupirá o “Salmão“ Brasileiro {252}

27 de outubro de 2017 – 19:56 | 524 views

48 – Peixes – 47 – Pesca
48.47.40.S – BIJUPIRÁ O PEIXE QUE LEMBRA O TUBARÃO
Espécie de superfície e meia água; vive em áreas costeiras e no alto mar. Pode ser encontrada ocasionalmente em águas rasas (…)

09. B- Falando da Mata Atlântica {B-005 }

22 de outubro de 2017 – 19:38 | 340 views

 
59. B- ALEM DA PESCA – 09.B- Meio Ambiente
B.59.09.05 .B- MATA ATLÂNTICA – REGIÃO RICA E AMEAÇADA
Região das mais ricas do mundo em biodiversidade, contando atualmente com apenas 7,8% do seu original, continua severamente ameaçada, (…)

45- Mexilhão Dourado Perigo para nossos Rios { 251 }

12 de agosto de 2017 – 13:59 | 394 views

20.00- NOTICIAS DE PESCA – 9.00 – Meio Ambiente 
20.45.67.S – FALANDO DO MEXILHÃO DOURADO
O mexilhão dourado é um molusco bivalve, aquático, nativo do sul da Ásia, (…) 
Conhecendo
Nome científico: Limnoperna fortunei
Classificação: Espécie
Classificação superior: Limnoperna
Família: Mitilidae
     Possui fecundação externa, produzindo larvas (…)

59-Relógio Exibe em Braile Algo Mais Alem de Horas {B-007}

2 de agosto de 2017 – 18:03 | 432 views

\59- ALEM DA PESCA – 19 – Curiosidade
59.19.07-B- NOVO RELÓGIO DEVERÁ AJUDAR OS DEFICIENTES VISUAIS
Relógio inteligente e o primeiro equipamento do tipo, que exibe horas, segundos e outras informações mais em Braille, (…)
Dot é mais (…)