Falando de Pesca »

6 de novembro de 2019 – 18:15 | 74 views

48-Peixes – 44 – Falando de Pesca

48-66-S- CONHECENDO A PIRARARA
A Pirarara é um peixe que tem sua ocorrência nas bacias dos rios Araguaia – Tocantins e Amazônas, (…)

      Reino – Animalia  ; Filo - Chordata ;  Classe - (…)

Leia a história completa »
Blog
Além da Pesca
iniciantes
Notícias de Pesca
Peixes
Home » Falando de Pesca

44 –Falando do Dourado – III – { 255 }

Enviado por on 29 de abril de 2018 – 14:08Nenhum Comentário | 574 views

44- FALANDO DE PESCA – 48 – Pesca  

44.48.41.S-DOURADO – O REI DO RIO

Pescar um Dourado – sonho de todo Pescador e não faltam razões para correr atrás deles, mesmo que o local da pesca não seria o mais indicado para sua presença, (…) 

Os dourados, Salminus brasiliensis e S. franciscanus, são os maiores peixes de escamas das bacias dos rios Paraná, Paraguai e São Francisco.    S. brasiliensis pode alcançar até mais de 25 kg. e 1,20m de comprimento, já o S. franciscanus  poderia chegar 30 kg e 1,5m, embora esses valores, atualmente, não são fáceis de serem alcançados.

Os dourados nadam em cardumes nas regiões com maior correnteza dos rios e seus afluentes. Podem ser encontrados junto a galhadas, troncos “apoitados” quedas d’agua ou poços e canais mais profundos. Dourados mais novos também são encontrados em lagoas marginais na várzea das planícies alagáveis, quando das cheias.

Pode-se entender que a melhor época para sua pesca será os meses de vazantes e mais seca. Peixe relativamente dócil fora da agua e onde não costuma se debater muito. Deve retornar logo, embora tolere a manipulação e a exposição ao ar. O Pescador deve proceder a soltura sempre em regiões calmas depois de um tempo para a sua recuperação, observando o uso do alicate de contenção.

      Peixe que atrai milhares de Pescadores para lugares como o Pantanal e a província de Corrientes, na Argentina, é chamado também de “rei do rio”. 

                  Curiosidades Sobre Dourados

       1 – “Rei: não haveria uma explicação científica para este apelido. A mais cabível é de que o dourado está no topo da cadeia alimentar onde vive e, por isso, mereceria ser ”tratado” como majestade.

2– As “ fêmeas”são muito maiores, podem atingir mais de 12 kg com certa facilidade em locais onde o ambiente as favoreça, como nos trechos finais dos rios Paraná e Uruguai. Já os machos dificilmente ultrapassariam os 8 kg, nos mesmos locais. Isso pode ser entendido como “dimorfismo sexual”. Isso significa que os machos são menores que as fêmeas, e que também possuem espinhos na nadadeira anal que não são encontrados nas fêmeas.

3– “Dourado amazônico” - não se sabe como o dourado chegou à Bacia Amazônica. Existe uma versão, bem aceita, de que o deslocamento tenha se dado por meio de algum afluente do rio Paraguai na Bolívia. Na região boliviana do Tsimane, no Rio Orinoco são pescados lindos dourados, os quais são denominados como Salminus affinis.

4-“Cota Zero” – o dourado é um dos peixes que mais movimentam o turismo da pesca. Sua captura pode ser feita com o uso de equipamentos simples até aos mais sofisticados, com praticamente todos os tipos de isca. Em muitos lugares seu abate é proibido, quando muito , limitado a um exemplar por Pescador, medidas essas, mais que necessárias devido à pesca predatória ocorrida ao longo do tempo.

5–”Agressividade” – dourados são tão agressivos que praticam o canibalismo. Exemplares menores podem ser atacados por maiores com frequência, sobretudo em locais com concentrações de grandes cardumes.

“Particularidade”Como são abundantes na natureza, eles estão presentes em laboratórios para pesquisas. São observados seu poder de percepção e sua visão, já que eles possuem quatro receptores de cores, um a mais que os humanos, e podem ver luzes ultravioletas.

Falando em Pescar o Dourado

Época De Fevereiro a Outubro é a melhor época do ano para a pesca. O ideal é a pesca quando a água dos rios está baixando , forçando que pequenos peixes presos nos alagados saiam , fazendo a festa para o dourado, consequentemente, facilitando a atividade do Pescador.

        Local Longe das margens é onde eles preferem ficar. Sempre ficam em grupos pequenos, em torno de 3 a 5 exemplares, numa distancia razoável. Se o local escolhido pelo Pescador tiver uma região onde ocorra mais correnteza, é mais que provável que ali haja algum dourado por perto. Daí a melhor chance de pesca de um dourado, será na correnteza, longe da margem, ou no meio do rio.

                              Equipamentos

              .Pesca de Arremesso /Fundo/Rodada

-Varas - Comprimento – 5’ 6”a 7’ 0’’ – Classe - 14 a 30 libras – Ação- rápida. Sendo que as de  menores libragem e comprimento , seria as indicadas para dourados de pequeno porte.

-Carretilhas e Molinetes - Categoria leve a média, com capacidade de 100m da linha escolhida – Categoria média a pesada quando objetivo seria o dourado de grande porte, especialmente, para o corrico e para a pesca com iscas naturais e em locais profundos. Locais estes, em que há, inclusive, a possibilidade do encontro de outros peixes de grande porte, como surubins entre outros.

-Linhas – Multifilamento, cuja baixa elasticidade é uma grande aliada no momento da fisgada , de 17 a 30 libras de resistência, sendo as mais finas para os peixes de menor porte.

      -Líderes- Fluorcarbono de 0,45 a 0,70 e comprimento próximo ao da vara.

      -Anzóis- Tipo “J” entre 6/0 e 9/0 para dourados de grande porte e modelos wide gap ou maruseigo 1/0 a 3/0 para os menores.

      -Chumbadas – 10 a 60 gramas ou mais, dependendo da profundidade e correnteza do local da pesca, podendo ser dispensadas em locais rasos.

      -Iscas Vivas- Basicamente pequenos peixes e de preferência vivos, como tuviras, lambaris, piaus, curimbatás, entre outros, sendo este ultimo, aparentemente, o preferido.

Iscas Artificiais  

Plugs de Barbela – de 12 a 15 centímetros no caso da pratica de arremesso .Para o corrico dos grandes exemplares poderá chegar a 20 centímetros.

Sugestão (Artificiais / Empate)

:Iscas:

.Meia Agua -  Corricar – CUCU – Argentina / SHAD RAP 14 -Rapala  – Corricar

.Meia Agua – MAGNUM – Rapala / INNA  – Marine Sport / RAPTOR -  Marine Sport

.Superficie Tipo HeliceDEVASSA – Iara/TNT – Marine Sport

.Superfície Tipo POPPER MINOTAURO – Zagaia

:Empate Metálico: Sugere-se o uso desse acessório com peso de 20 a 30 libras e 5 a 15 centímetros de comprimento com a busca de maior proteção quanto à perda da isca, porem deve – se considerar a redução da quantidade de ataques.

              Pesca com Mosca

O dourado esta entre os peixes de água doces mais esportivos que podem ser fisgados com equipamento de Fly. Em condições adversas, com o peixe manhoso, uma mosca bem apresentada pode ser a diferença entre fisga-lo ou não. Além dos arremessos nas estruturas, vale lançar a isca em saídas de corredeiras e deixa-la descer a favor da correnteza, para então faze- la subir com puxadas rápidas.

-Varas – de numeração #6 a #9 e 9 pés, sendo que o comprimento pode até ser menor no caso de rios mais estreitos.

-Carretilhas – Compatíveis às varas escolhidas pelo Pescador.

-LinhasFlutuantes , intermediárias ou “afundativas” (sinking), dependendo das características do local (profundidade e correnteza) e do tamanho dos peixes na ocasião.

-Iscas – Poppers e hair burgs na superfície e streamers imitando pequeninos peixes na meia agua, em anzóis 1/0 a 3/0. Sugere-se que ao usar linhas sinking, usar também, iscas lastreadas

-Lideres – 2 a 3metros de comprimento para linhas flutuantes e de 1,5 a 2,0 metros para as que afundam. Podendo ser de náilon ou fluorcarbono, de 20 a 30 libras. No caso é necessário usar um tippet metálico flexível , tão fino quanto possível. Como outra opção para os Lideres, sugere-se usar linha de multifilamento, em tonalidade de cor próxima à agua e espessura entre 0,25 a 0,35 mm. Um snap pequeno pode ser incorporado.

Dicas (Geral)

Ao fisgar o Dourado, é importante puxar com bastante força, pois é um peixe com uma boca e mandíbulas muito duras que podem dar um pouco de trabalho na hora de “ferrar” a isca.

Se o Pescador fisgar algum peixe, que um dourado possa engolir inteiro, este poderá ser utilizado como isca. Prenda-o pela boca e arremesse, sem chumbada ou boia, somente o peixe e a linha. A melhor técnica para esse tipo de isca é aquela do tipo “arremesse e recolha”.

Fonte

.S.eu amo animais 

.S.bassnook 

.S.pesca pinheiros 

.S.pesca & cia 

.B.do Pescador -2014

.Falando de Pesca – Edit. Abr./18

Assim como a vida, não devemos em uma pescaria, esperar só fisgar o peixe, mas sim, sublimar, a natureza a paisagem e o momento

255

Deixe um comentário!

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. You can also subscrever estes comentários via RSS.

Be nice. Keep it clean. Stay on topic. No spam.

Você pode usar essas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este é um weblog Gravatar-permitido. Para obter seu próprio avatar-reconhecido, por favor registre em Gravatar.