Falando de Pesca »

6 de novembro de 2019 – 18:15 | 74 views

48-Peixes – 44 – Falando de Pesca

48-66-S- CONHECENDO A PIRARARA
A Pirarara é um peixe que tem sua ocorrência nas bacias dos rios Araguaia – Tocantins e Amazônas, (…)

      Reino – Animalia  ; Filo - Chordata ;  Classe - (…)

Leia a história completa »
Blog
Além da Pesca
iniciantes
Notícias de Pesca
Peixes
Home » Peixes

48 – Falando da Anchova {257}

Enviado por on 15 de janeiro de 2019 – 19:14Nenhum Comentário | 245 views

48- Peixe – 47 Pesca

48.47.42. S-PESCANDO  ANCHOVA

A anchova pode ser entendida como um peixe imponente e acima de tudo muito voraz, tendo a fama de predar mais que seu próprio peso em único dia, (…)

Nome Popular -  Anchova, Marisqueiras (quando grandes)

Nome cientificoPomatomus saltatrix     Família – Pomatomidae

CaracterísticaDentes pontudos e manchas escuras na base da peitoral

                 Conhecendo

      Espécie presente nos principais mares do planeta. A anchova pode, até ser considerada a única espécie do gênero , assim como, única em esportividade, sendo um dos peixes costeiros mais procurados ao longo do nosso litoral.

      A anchova é um peixe com formato fusiforme e lateralmente comprimido. A região anterior é mais arredondada, com os perfis dorsal e ventral convexos. Por tratar – se de um predador visual, os olhos são bem desenvolvidos. A boca é terminal, com uma serie única de dentes comprimidos e de formato triangular e muito cortantes.

A primeira nadadeira dorsal é curta e ocupa a posição mediana, com os raios menores que os da segunda dorsal; porção ramosa (raios moles) tem dimensões e posição quase simétrica á da nadadeira anal, escura, furcada e de estrutura mole.

A peitoral tem tons cinza, enquanto as ventrais são brancas e pequenas. A coloração geral da anchova é azulada, cinza ou prateada, mais escura no dorso, prateada nos flancos e branca no ventre.

                     Onde Encontrar

      Estão presentes em toda extensão do litoral brasileiro, porem é no litoral sul e sudeste é onde ocorre as melhores capturas.  Sua pesca é muito comum junto a costões em ilhas ou no continente. Parcéis submersos também são produtivos e, algumas vezes, águas oceânicas. Essa espécie prefere águas agitadas.

Em meses mais fios é possível encontrá-las próxima às praias e até mesmo em mangues e estuários, provavelmente acompanhando cardumes de tainhas e paratis, que compõem seu cardápio alimentar. Reproduz-se em alto mar e desovam milhares de ovócitos pelágicos.

Os filhotes migram para a região costeira e podem frequentar até águas salobras de manguezais, onde dificilmente permanecem, após atingirem meio quilo.

Alimentam-se de Paratis, Tainhas e Sardinhas, além de lulas e crustáceos. Costumeiramente, ficam mais ativa ao amanhecer e ao entardecer.

Pescando

A pressão atmosférica ideal para capturá-las se situa acima de 1.010 milibares, (Mb).

Como atrás dito, as melhores regiões para a pesca da anchova são as regiões costeiras dos nossos litorais sul / sudeste. Especialmente quando as suas aguas estão mais frias e agitadas.

A busca do peixe deve ocorrer preferencialmente junto aos espumeiros nas pedras, porem, esta deve exigir do Pescador prudência com a aproximação do barco , justificando a necessidade de equipamentos condizentes e habilidade para longos arremessos, ou mesmo, estas condições de pesca.

      Outra característica importante a ser observada, é que anchova é uma espécie sensível à luz, costumando estar mais ativa em locais sombreados pelas pedras nos horários de sol forte e incidente sobre a agua.

      : Pesca de Arremesso

      -VarasDe 6’6” até 8 pés, classe 17 a 25 libras e de ação rápida. Esta composição proporcionará ao Pescador, se necessário, longos arremessos.

      -Molinetes e Carretilhasde categoria média, com capacidade para 100 a 150 metros da linha escolhida, com elevada relação de recolhimento (7:1 ou mais no caso de carretilhas de perfil baixo). Molinetes classe 2000 a 3500 seriam os indicados.

-LinhasPreferencialmente de multifilamento, de 25 a 30 libras, cuja espessura e consequentemente menor resistência no ar que proporcionará arremessos mais longos.

-Lideres – De fluorcarbono de 0,50 a 0,60 mm de comprimento um pouco superior ao da vara. Evitar uso de empates metálicos, que prejudicariam o trabalho das iscas e até afugentar os peixes.

 

-Iscas Artificiais plugs variados de 9 a 15 cm, com destaque para poppers e jumping baits/ zaras na superfície e modelos de barbela curta na meia agua bem como jigs de cerdas para explorar profundidades diversas.

Colheres metálicas, sobretudo modelo ziguezague. Nos jumping jigs e colheres ziguezague. Nesta ultima, trocar as garatéias por anzóis simples, de número 6/0 a 8/0, para evitar enrosco.

No inverno, quando normalmente se alimentam de tainhas e paratis, use iscas maiores. Nos meses mais quentes, quando sua dieta se baseia em manjubas e sardinhas, as iscas menores são mais eficazes. Para o corrico usar iscas com barbela longa.

Procede- se arremessando em direção às pedras , deixando a isca cair na espuma formada pela arrebentação das ondas , recolhendo – se rapidamente como se fosse um pequeno peixe em fuga.

: Pesca Vertical com Metal Jigs 

-Varas: De 5 a 6 pés, classe 20 a 30 libras PE 2 ou 3, com ação especifica para pesca com metal jigs.

-Carretilha e Molinetes: de preferencia específicos para a modalidade, com predadores (manetes) grandes e anatômicos, bom sistema de freio e capacidade para 150 metros da linha usada.

-Linhas – de multifilamento de 25 a 30 libras ou PE 2 ou 3.

-Lideres – De fluorcarbono de 0,50 a 0,60 mm, com pelo menos 3 a 5 metros de comprimento para distanciamento da linha de multifilamento, cuja vibração e cor pode afugentar os peixes.

-Iscas – Metal jigs de modelos e cores variadas, com peso variando de 40 a 100 gramas, de acordo com a força da maré e a profundidade.

Manuseio e Soltura 

A anchova é um peixe que se debate muito, oferecendo riscos pela poderosa mordida. Deve retornar logo para a agua. O seu corpo é pouco rijo, exigindo cuidado para não comprimir, os órgãos internos durante o manuseio, principalmente, quando se tratar dos grandes indivíduos. 

Tamanho mínimo para captura: 35 cm​

Fonte 

.Biblia do Pescador

.S. Pesca na Praia

.Equipe de Pesca

.Falando de PescaEdit. Jan./19

.  O que você tem feito pelo planeta Terra??

257

 

 

Deixe um comentário!

Adicione seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. You can also subscrever estes comentários via RSS.

Be nice. Keep it clean. Stay on topic. No spam.

Você pode usar essas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este é um weblog Gravatar-permitido. Para obter seu próprio avatar-reconhecido, por favor registre em Gravatar.